CURIOSIDADES

Por si só, os vinhos brasileiros já são fonte de surpresa para os apreciadores. A qualidade de seus aromas e sabores vem entusiasmando especialistas e consumidores ao redor do mundo. Os rótulos, no entanto, também chamam atenção fora da taça. Os fatos a seguir ajudam a explicar por que as vinícolas e os vinhos do Brasil são, cada vez mais, motivo de conversa entre quem entende do assunto.


  • Reconhecimento

    Os vinhos brasileiros conquistaram mais de 3,3 mil premiações internacionais nos últimos anos

  • Qualidade centenária

    Em 2013, o Brasil comemorou 100 anos de elaboração de espumantes. Os primeiros exemplares foram feitos pelo imigrante italiano Manoel Peterlongo em 1913.

  • Competitividade

    A produção brasileira de vinhos e espumantes é atualmente a quinta maior do Hemisfério Sul, o que coloca nossa indústria vitivinícola em pé de igualdade frente a outros países do Novo Mundo.

  • Presença global

    As exportações brasileiras de vinhos e espumantes já alcançaram 39 países ao redor do planeta.

  • Aval de renome

    Entre tantos produtos de excelência, o espumante brasileiro foi o primeiro a chamar a atenção de críticos internacionais para a indústria vitivinícola verde-amarela. Já recomendaram nossos produtos nomes como Jancis Robinson e Steven Spurrier, para quem "o Brasil produz os melhores espumantes do Hemisfério Sul".

  • Localização

    O Rio Grande do Sul, estado de onde saem cerca de 90% dos vinhos e espumantes brasileiros, abraça os mesmos paralelos de outras reconhecidas regiões produtoras no mundo, como Mendoza, na Argentina, Western Cape, na África do Sul, e Barossa Valley, na Austrália.